Lula está sem discurso. Mas pode beber, o que ele faz com boa vontade. Dizem, não sei. Embora esteja de nova mulher, perdeu a liga com o povão. Solitário, qual bicho do mato, tem evitado as ruas. Contudo insiste em mentir e gosta que mintam por ele (como o fazem os institutos de pesquisas eleitorais, na esteira do que fez seus amigos do STF). E Lula mente com tanto desleixo e empáfia que termina por não perceber que até nisso perdera o atrativo. Não porque quisesse. Longe disso. O cabra é amoral. O povo em geral e a classe média em particular é que se deram conta de que não há nada que possa ser levado a sério na prosa do ex-presidiário. Minto! Há, sim: suas ameaças de levar o Brasil para o pântano da miséria e do autoritarismo, donde figuram a Venezuela e a Argentina, mas também para onde parece encaminhar-se o Chile. Para tanto, o corrupto e lavador de dinheiro, segundo a Lava Jato, precisaria retornar ao poder. Mas isso não ocorrerá. A não ser, como diz o jornalista Guilherme Fiúza, que as urnas eletrônicas venham a demonstrar vida própria em outubro. Não creio nisso. Elas já estão fortemente emparedadas pela desconfiança de significativa parcela dos eleitores. Portanto, quando o escrutínio tiver chegado ao fim, só lhe restará tomar um bom trago, cuspir grosso de lado, continuar bebendo e, claro, recolher-se à sua própria insignificância. Ou esperar/pressionar para que o STF/TSE resolva travez acudi-lo na cara dura, como o fez ao descondená-lo, sob o risco de levar o País a uma conflagração civil. Até lá, seguirei revendo Drummond. (01/06/2022)

Articulistas

Poemúsicas

(Meu banheiro na web)

Por Carlos Branco

Olhar Crítico

Flávio Lauria

Professor Universitário, Administrador, Consultor de Empresas.

Observador Participante

José Seráfico

Advogado, Professor da Universidade Federal do Amazonas e Articulista dos jornais A CRÍTICA no Amazonas e O LIBERAL no Pará. Acessem o site: nagavea.com.br

Pensando Bem

Osíris Silva

Economista, consultor de empresas, produtor agrícola e ex-Secretário da Indústria, Comércio e Turismo, e da Fazenda, do Amazonas.

Língua a Conta-Gotas

Edson Augusto

Formado em Letras pela UFPA, servidor público na UFAM e revisor gramatical de textos – BAIXE AQUI O CARTÃO INTERATIVO DE EDSON.

Tempo-Espaço e Memória

Orlando Silva

Professor Titular da UFPA. Doutor em Ciências Sociais (Antropologia).                                                                                              

(In)direitando

E-books

A Selva (em poesia)

Organizado por Carlos Branco

Neste e-book, produzido a partir da prosa Ferreira de Castro no romance A Selva, publicado em 1930, o internauta que não teve o prazer de ler dita obra poderá conhecê-la por seu aspecto poético, visto que o editor desta página, quando da leitura desse livro, quedou-se embevecido não apenas pela narrativa do português, mas também pela plasticidade dela. Por isso, a ideia de compartilhar com os internautas trechos poéticos extraído de A Selva

Leia outros e-books disponíveis em nossa Editora Virtual. Clique abaixo!

Contato

Onde você pode nos encontrar?

Carlos Branco - Literatura e Jornalismo